Como aplicar corretamente o perfume

Alessandra Quedi 5 de julho de 2012 0
Como aplicar corretamente o perfume

Na frente do espelho, todas as providências estão em ordem e dizem que o programa será fantástico. Mas, e o perfume? Dúvidas na hora de aplicá-lo são comuns a todas as pessoas. Assim como não queremos passar desapercebidos, também não queremos exagerar e afastar as pessoas que estão ao nosso redor.

O tipo de perfume, a distância da aplicação, o ambiente, os locais do corpo e a forma como se vai distribuir o produto são fatores que devem ser levados em conta para um bom resultado.
Confira nossas dicas:

1. Qual o tipo de perfume escolhido?
Se o seu perfume é spray, opte por borrifá-lo pelo corpo numa área aberta, criando uma névoa ao seu redor. Essa providência ajuda a fragrância a se espalhar de maneira uniforme. Se a sua opção é um “eau de toilette”, temos um perfume mais suave, menos concentrada que um “eau de parfum”, que costuma fixar-se por cerca de 4 horas na pele e do qual não se deve usar mais de 2 gotas de cada vez. O primeiro é mais indicado para o clima tropical, por ser mais discreto. O segundo combina bem com climas frios. Para ambas as opções, o cuidado com os locais específicos de aplicação devem ser observados, a fim de se evitar os problemas que descrevemos acima.
2. Cuidado com a concentração.
Além dos tipos de perfume descritos acima, existe o concentradíssimo “parfum”, também conhecido como extrato de perfume. Chega a ter 20% a 40% de concentração dos compostos aromáticos (ou essência) e deve ser usado com mais cuidado.

3. Onde aplicar?

As áreas de maior circulação sanguínea são as mais indicadas, porque dispersam melhor o perfume, de acordo com a movimentação e a interação da pessoa no ambiente. As áreas do corpo mais propícias ao uso do perfume são facilmente identificáveis pela temperatura mais alta que têm: nuca, pulsos, atrás das orelhas, dobras dos cotovelos, atrás dos joelhos. Estes locais também são adequados porque neles não transpiramos tanto, o que beneficia a ativação da fragrância.
4. Quantidade.
Para que o efeito do perfume esteja sob medida, é preciso lembrar que menos é mais: escolha duas áreas e borrife o perfume apenas por uma vez em cada área escolhida.

5. Acerte na fragrância.
Fragrâncias frescas, como florais e lavanda, combinam mais com programas durante o dia, num clima quente. Já as orientais e amadeiradas são companheiras de programas noturnos ou temperaturas mais amenas.
6. Preparação da pele.
Uma pele hidratada ajuda a reter a fragrância por mais tempo. Após o banho, aposte nos hidratantes sem perfume ou, ainda, em uma loção da mesma linha do perfume que pretende usar. Desta maneira, não correrá o risco de acontecer um “choque de fragrâncias” em sua pele.
7. A distância ideal.
Aplique o perfume a, pelo menos, 30 cm de distância do local alvo. Desta forma, exageros e acidentes são evitados.

8. Algumas pessoas preferem apostar no movimento para marcar presença.
Quando a mulher prende os cabelos, o perfume na altura da nuca fica em evidência com o movimento das madeixas. Ao se aplicar o produto na barra da saia, obtém-se o mesmo efeito.
9. A importância da pausa.
Aguardar até que a fragrância seque é um detalhe muito importante. Na hora da pressa, as pessoas usam o perfume e vestem a roupa logo em seguida, prejudicando a fixação do produto.
10. Levando em conta o clima.
As fragrâncias costumam durar mais no verão do que no inverno. Por isso, nos dias mais frios, vale “caprichar” um pouco mais neste item. Um pouco, apenas. Ao levar em conta essas dicas, não tem erro. Você pode, tranquilamente, sair perfumando o mundo ao seu redor.

Deixar uma Resposta »