Diagnóstico de pele por computador

Alessandra Quedi 12 de outubro de 2008 0

pele.jpg

Uma técnica computadorizada está inovando o diagnóstico de doenças da pele e a prevenção contra o envelhecimento. Chamada de VISIA, a nova tecnologia oferece, entre seus benefícios, a possibilidade de auxiliar o dermatologista a detectar, precocemente, vários problemas. Os principais são manchas, que podem vir a se tornar manifestações cancerígenas e áreas do rosto propícias ao aparecimento de acne, em variados graus.

O exame é bem simples, principalmente se comparado com os resultados que traz. Todo o processo é registrado pelo Visia, o conjunto informatizado de equipamentos que propicia a realização desse exame. O paciente encaixa o rosto num anteparo higienizado, como se fosse se olhar em um espelho. Por trás do vidro, há uma lente, que retrata o rosto do paciente. A partir do momento em que fotografa, o aparelho processa um exame facial, sob iluminação normal e outro sob ultra-violeta. Não há qualquer incômodo, nem dor para quem se submete ao exame.

A imagem do rosto do paciente, capturado pela câmera, é submetida a várias apreciações. Com um programa adequado, de alto padrão tecnológico, a máquina estampa num monitor “cortes” do rosto do paciente. Cada um desses cortes é utilizado para uma análise distinta: índice de manchas, dilatação dos poros, rugas em formação, textura da pele x idade da paciente e acúmulo de bactéria que potencializa o surgimento da acne.

O grande diferencial, e vantagem conquistada com essa tecnologia, é que o aparelho demonstra, nas imagens que revela, manifestações que não são visíveis a olho nu. Assim, com o exame, podemos perceber e antecipar o tratamento de manifestações que só ficarão notórias dentro de meses, ou até anos. Com essa conquista, é possível prevenir problemas, intensificar os tratamentos pró-rejuvenescimento, antecipar a solução de incômodos da pele e usar, uma vez mais, a tecnologia a favor da saúde e da beleza.

Fonte: finissimo.com.br

Deixar uma Resposta »