Epa! O amor está exigindo demais

Alessandra Quedi 29 de junho de 2008 0

phpr0W8GJ

Resolvi compartilhar com vocês essa matéria do site Itodas, adorei, abraços

Gente….de verdade: se o homem brasileiro exige tudo isso de uma mulher, parabéns às que estão solteiras

Por Xuxa Cavalcanti e Tore Holmberg


Vaidade feminina segundo ela

Essa semana dei uma lida básica em variados veículos de comunicacão voltados para as mulheres brasileiras. Então, me veio uma idéia: cruzar dicas de várias revistas para que você, que ainda não encontrou sua metade da laranja, possa se dar bem na selva da conquista. Gente….de verdade: se o homem brasileiro exige tudo isso de uma mulher, parabéns às que estão solteiras. Porque, vamos combinar que não dá para ser bacana, descolada, amiga, companheira. E, ao mesmo tempo, mantendo um certo distanciamento para não parecer grudenta. Carinhosa, mas forte em alguns momentos decisivos. Linda, mas não muito perua. Segura, mas deixando claro que você precisa dele. Comportando-se como uma lady no primeiro encontro, mas deixando claro que você vai arrasar quando se jogar numa king size com ele.

Manter os cabelos lindos (há divergências entre longos ou curtos, então,melhor você comprar várias perucas). As unhas impecáveis, a depilação em dia, a malhação, a dieta, os pés dignos de uma Cinderela, a independência financeira( mas sem focar cem por cento no trabalho pra não se tornar estressada), refrear o ímpeto de falar em assuntos como: ser mãe, a definição da relação em namoro, amizade, junção ou casamento. E ainda: ser bacana com a família dele, mas não ficar íntima demais, cozinhar bem, mas evitar engordar,f alar a verdade, mas não ser sincera demais. Ah… e não pensar em beleza o tempo todo para não ser assim tão fútil, garota.

Isso é drama, comédia, terror? Porque um filme de amor, definitivamente,não é.

Vai num shopping, senta e observa os casais, Dona Maria.Todas as mulheres são similares às das capas de revistas? Todas as mulheres acompanhadas são lindas? Ou melhor, todos os homens são a a barriga do Brad Pitt? Então, não existe modelo, sim? O mesmo homem que diz adorar pés lindos, talvez se apaixone por uma moça com joanetes e sapato 39. O mesmo que prioriza independência, vai pagar todas as contas e ainda um pouco mais para a mulher que ele decidir amar incondicionalmente.

O que procura uma mulher para exibir talvez nem goste tanto assim da fruta. E o que não define a relação talvez nem valha a pena. O que me faz concluir que os homens de verdade querem a mesma coisa que nós, mulheres de verdade: alguém que nos faça esquecer qualquer padrão e que simplesmente queremos ao nosso lado. Se você ficar linda, disser as coisas mais perfeitas do mundo e for uma mulher maravilhosa apenas para agradar, talvez nada aconteca. Porque não tem receita, não tem modelo.

Näo tem padrão. E estar sozinha não é uma tragédia. Tragédia é usar cera quente, malhar que nem louca, comer duas folhas de alface por dia e ir ao dermatologista uma vez por mês, apenas para encontrar um príncipe encantado e seu pé caber no sapatinho 34, quando você usa 38,5 e vai andar mancando o resto da vida.


Vaidade feminina segundo ele

Sabe o que respondo quando ela me pergunta se está mais gordinha? Está, sim e eu adoro. Sabe o que eu acho do creme contra a celulite? Um drama inútil. Sabe o que penso sobre passar muito tempo na academia e sair morta de cansaço? Uma bobagem. Sabe minha definição de mulher adulta em manequim 36? Um esqueleto. Sabe essa mania de achar que não está nunca tudo bem? Mentira. Sabe aquela barriguinha mais ou menos saliente? Adoro. Sabe passar horas no salão de beleza e sair com cara de caixa de tintura para cabelo? O fim do mundo.

Quando essa mulher chegou do Brasil estava pelo menos uns 4kg abaixo do padrão normal de uma mulher que se alimenta regularmente e apertava as coxas diante do espelho do banheiro todas as santas manhãs e noites, talvez na esperança de vencer a gravidade, esse demônio. Uma de suas primeiras atitudes foi providenciar uma bicicleta ergométrica (que hoje descansa em paz entre o sofá e a mesa da cozinha, mais sozinha do que merecia,c oitada).

Toda essa confusão teria até lógica se ela apresentasse um problema real de obesidade, sei lá. Mas ela usa manequim 38 e mesmo assim se acha pesada, cheia de furos e dobras.
Mulheres do mundo inteiro: isso é tudo bobagem!
Se todas as vocês fossem modelos, os homens procurariam a última feia e com ela sairiam. Afinal, nós, os homens, nascemos com uma única finalidade nessa vida: contrariar vocês, as mulheres. Então, se você entrou nesse jogo para agradar o tempo inteiro, melhor contratar um preparador físico, porque a parada não é moleza (hehehehehe).

Parem de pensar em tanta bobagem e sejam simplesmente quem vocês são: mulheres. O charme e a força do Planeta devem muito à alma feminina. Então, você aí, pare de procurar problemas no espelho e seja mais feliz. Nada supera a beleza de uma mulher bem humorada. Alguém com quem você senta e dá boas risadas e por quem você desmarca qualquer programa apenas para bater um papo. E eu juro que não existe nada mais desinteressante nessa vida do que a tal da mulher perfeita.

Um dia desses um amigo que é gourmet me disse uma coisa interessante: aquele que escolhe menos acaba comendo de tudo e descobre exatamente do que gosta e o que lhe cai melhor.

Portanto, ficar padronizadamente bonita apenas para atrair o macho dominador talvez afaste você da verdadeira beleza da vida: aquela que não são dez furinhos de celulite em cada lado do bumbum que irão pagar.


Xuxa Cavalcanti e Tore Holmberg são colunistas e moram na Noruega. Ela é brasileira. Ele é norueguês.

Deixar uma Resposta »