Black Friday

Alessandra Quedi 30 de novembro de 2013 0
Black Friday

A Black Friday, que acontece nesta nesta sexta-feira, 29, está deixando internautas descrentes. Prova disso é o Tumblr colaborativo chamado “O Friday Fiasco”, que está reunindo diversas promoções apontadas como fajutas – tudo indicado por usuários insatisfeitos com as ações de grandes varejistas.

A tática adotada por elas e por outros comércios menores, dizem os internautas, é basicamente a mesma “maquiagem de preços” do ano passado. Valores são elevados poucos dias antes da grande liquidação e, na data, são reduzidos – mas nem tanto. Assim, os ganhos se mantêm altos, já que muitos clientes desavisados ainda creem no “desconto de 50%”. Um Código de Ética até foi estabelecido para evitar que os e-commerces abusassem novamente neste ano, mas quase tudo leva a crer que a situação será a mesma.

Além dos exemplos citados pelos internautas na página “O Friday Fiasco”, uma rápida pesquisa no site BondFaro revela um aumento suspeito no preço do smartphone Razr HD, por exemplo, que virou um “símbolo” da Black Fraude, como foi apelidada a data. No dia 25/11, o preço mais baixo do aparelho era de 879 reais. Nesta quinta, o dispositivo era encontrado por, no mínimo, 1.055 reais, em uma pesquisa envolvendo oito grandes lojas.

Outro exemplo curioso é o do Galaxy S4, analisado pelo Já Cotei. Pelo gráfico do site, o aparelho atingiu no domingo, 24, seu valor máximo, de absurdos 3.600 reais. Na quinta, 28, o maior preço despencou para 2.299 reais – apenas 200 abaixo do valor de tabela, mas quase 40% menor que o altíssimo “original” do dia anterior.

Nem tudo está perdido – Pelos exemplos, deu para ver que a Black Friday brasileira está longe de ser a queima de estoque que é a original, norte-americana. Por lá, uma torradeira, por exemplo, chega a custar 2 dólares – o que provoca algumas cenas memoráveis. Mas, com um pouco de pesquisa, até dá para encontrar ofertas interessantes por aqui.

O Moto X é um bom caso. Lançado em setembro no Brasil, o aparelho chegou por 1.500 reais, mas logo bateu a marca de 1.300. Pelo BondFaro e pelo Baixou, vê-se que não houve aumento no preço antes da Black Friday, e sim uma redução considerável – na quinta-feira mesmo, ele já era encontrado por 1.000 reais, à vista. Claro, há lojas que ainda estão cobrando 1.600 pelo smartphone, mas, segundo o Já Cotei, não são necessariamente as mais conhecidas.

Um ultrabook Lenovo S400U, com processador Core i5 e 4 GB de RAM, é outro exemplo que não teve alta no preço máximo (2.200 reais) nos dias anteriores à Black Friday. Assim, achar uma boa oferta é questão de procurar. Os três sites citados (Já Cotei, BondFaro e Baixou) são boas ferramentas, e vale a pena conferi-los antes de fechar uma compra – assim como o Buscapé e o Zoom. E se quiser outras dicas, reunimos uma coleção delas aqui.

Fonte: Info

Deixar uma Resposta »